About A Boy

02:35

Te conheci de maneira inusitada, pra mim ao menos. Pra você acho que era comum. Mas minha intenção antes nunca tinha sido de te encontrar de verdade, mas você foi insistente. Então você apareceu com aquele visual rocker, do jeito que eu gosto. Mas achei que era só isso, um visual legal que eu particularmente acho sexy. Só que você era mais. Não era raso feito piscina infantil como a maioria dos caras com quem conversei ultimamente. Você aparentemente sabe conversar sobre qualquer assunto, inclusive os meus favoritos: música, livros e filmes. Me surpreendi positivamente com isso, e com o fato de eu me sentir a vontade pra ser eu mesma, sem máscaras, falando todas as bobagens que sempre falo sem pensar. E me fez rir, outro ponto positivo pra você.
E teve café sem café, cinema, e beijos, e toques, e mãos dadas, tatuagem escondida, cervejas, novela, futebol, grama, situações constrangedoras, barba roçando de leve nos meus lábios, beijos mais intensos, um quarto, um parque, sol por trás das árvores, teve chuva e musicas irritantes. Não necessariamente nessa ordem.
Mas como poderia deixar de escrever sobre? Mesmo com a distância e falta de comunicação.
Falando dessa forma, parece até que encontrei a pessoa perfeita. Porém, nunca gostei muito do que é perfeito.
Caso você leia isso, o que é bem improvável, espero que não ache que sou louca - talvez um pouco -, mas esse é apenas meu modo de guardar lembranças. Lembranças que nesse caso me fizeram sorrir em meio aos desastrosos pedaços de meteoros que caíam ao meu redor naquele momento em específico.
Porém, não fique por aí se achando apenas por que escrevi esse arrazoado a seu respeito. Não me leve a mal, você é legal, mas não tenho nenhum tipo de sentimentos românticos a seu respeito. Não sou do tipo que se apega fácil, que gosta fácil de alguém. Prefiro manter uma distância segura entre qualquer pessoa e meus sentimentos, meu "coração gelado".
Na verdade, acho que é você quem deveria manter a distância de mim. Sou apenas um amontoado de confusões e desordem.
Mesmo que eu nunca mais te veja, vou deixar isso registrado aqui e lembrar desses momentos de uma forma boa.
E se o acaso fizer com que nos esbarremos por aí alguma outra vez, não tenho muita certeza se eu vou conseguir manter a distância, ao menos a física, de você.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images